CONCURSO PÚBLICO NACIONAL MEMORIAL ÀS VÍTIMAS DA KISS

Em nossa proposta para o Concurso Público Nacional para o Memorial às Vítimas da Kiss, entendemos que as vozes por respostas são muitas e isso deveria ser refletido no conjunto solicitado (pequeno edifício, praça e memorial) numa unidade conceitual.

Buscamos preservar ao máximo a cota de acesso reduzindo assim a movimentação de terra. O desnível do terreno direcionou a implantação do conjunto para um eixo central, onde o monumento se destaca em relação aos demais volumes. Ele é a lembrança direta da existência do memorial e se faz presente desde a perspectiva do outro lado da rua.

Um desenho de piso circular marca o ponto central da praça, local de encontro e eventos externos, ele simboliza a constância da vida e a memória das vidas dos que estão entre nós. Este círculo é uma grande luminária, à noite se acende um canal no piso, coberto por vidro transparente resistente à compressão. dimensão concisa do lote levou à adoção de áreas verdes verticais, em um jardim que recobre as empenas das edificações lindeiras, e módulos de jardineiras horizontais sobre a laje do pequeno edifício.

O uso da praça é flexível, ao ser possível pensar na empena recoberta de vegetação como uma grande tela para exibições ao ar livre, usando para apoiar a tela de projeção, a estrutura metálica do próprio jardim, ou eventos cobertos no trecho em que fica sob o balanço do pequeno edifício também atende à função de foyer.

O edifício se coloca como um elemento neutro no conjunto, voltando as atenções ao monumento e se distancia dele por alguns balanços frontais e laterais. O orçamento estipulado conduziu a uma concepção estrutural simplificada, com fechamentos industrializados e medidas pré-estabelecidas. O cerne da estrutura é um conjunto de vigas “I” e colunas “H” metálicos, suportando peças de laje mista de telha ondulada e concreto (sistema steel deck). As vedações são compostas pela combinação de placas cimentícias (externas), lã de rocha e placa de gesso acartonado (internas), revestidas por pintura branca.

A fachada do monumento busca sensibilizar a todos pela causa da Associação de Vítimas de Santa Maria. O perímetro do volume é composto por seções de círculo – representando a interrupção da vida das vítimas e a lembrança por aqueles que os homenageiam.

O auditório foi disposto no térreo, com acesso direto pelo foyer/praça. Ele se comunica com o exterior por uma abertura que conduz o olhar ao monumento.

CategoriaConcursoAno2018Metragem765m²StatusProposta para concurso nacionalLocalSanta Maria, Rio Grande do Sul